1.

Psicoterapia Individual

O objetivo do processo psicoterapêutico, é pensar na promoção da qualidade de vida mental e social do paciente. Auxiliando o sujeito no processo de autoconhecimento, levando a compreender melhor a si mesmo, e assim, amadurecer emocionalmente e viver melhor. Inclui a ideia de que o analista não trata, mas cria condições para que o sujeito analisado, possa lidar com a dificuldade, desenvolvendo-se de forma mais plena.

A psicoterapia é um método de tratamento mediante o qual um profissional treinado, valendo-se de meios psicológicos, especialmente a comunicação verbal e a relação terapêutica, realiza deliberadamente, uma variedade de intervenções, com o intuito alcançar mudanças de modo a aumentar o bem-estar e equilíbrio psicológico de quem o procura.​

 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), um em cada três brasileiros experimentam sinais de depressão, ansiedade ou outro transtorno mental em qualquer ano. O Brasil é o país com maior prevalência de ansiedade no mundo: 9,3%.

Quando você deve considerar a psicoterapia?

 

Algumas pessoas procuram psicoterapia por sentirem-se tristes, desanimadas, insatisfeitas, ou quando começam a notar algum sinal de depressão e ansiedade no seu dia-a-dia. Podem estar passando por um divórcio, sentindo-se sobrecarregadas por um novo emprego ou sofrendo a morte de um membro da família, por exemplo. Outros buscam ajuda após um diagnóstico, ou por alguma doença crônica, que também possa estar interferindo no seu bem-estar emocional ou físico. Ou podem recorrer a psicoterapia, por algum problema de curto prazo, onde precisam de uma orientação.

 

As queixas geralmente são decorrentes de problemas emocionais, sociais ou comportamentais.